Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO - PONTA GROSSA PR

Testemunhos

TAMANHO DA FONTE:

Este espaço é destinado a publicar os testemunhos de graças recebidas de Nosso Senhor Jesus Cristo por meio das mãos maternas de Nossa Senhora Aparecida.

Envie sua graça recebida para partilhar com os irmãos e caso seja de sua vontade, poderemos indicar seu nome e sua cidade.

Elaine Antônia Sampaio / Pirangi sp

Olá,me chamo Elaine Antônia Sampaio,no dia de 15 de maio de 2019,havia saído do serviço voltando para casa,o pneu da minha moto furou,por ser sem câmera,o pneu saiu fora do aro,e eu caí e bati com o joelho cm mt força no chão, não consegui ficar de pé,me socorreram levaram para o hospital,doia mt,a plantonista disse q iria tirar o ex,se tivesse fratura iria me encaminhar p outro hospital,pedi mt a entercesao de NOSSA SENHORA APARECIDA JUNTO AO PAI,fiz o RX ex e não havia fratura nem uma, AGRADEÇO PELA ENTERCESAO DE NOSSA SENHORA APARECIDA MH MÃE BONDOSA,MT OBRIGADA NOSSA SENHORA APARECIDA

CRISTINA MARIA MACHADO / OEIRAS-PI

Após evitar por vários anos fazer uma cirurgia de histerectomia, na esperança de não precisar chegar ao ponto de retirar meu útero, em julho deste ano de 2019 me vi obrigada pelas circunstâncias a tomar a decisão de encarar este procedimento cirúrgico. Pra mim, um grande desafio, uma vez que estava vivendo um momento de muitas conquistas importantes na minha vida e, por nunca ter passado por uma cirurgia antes e trazer da infância um certo trauma de hospitais, me sentia muito temerosa de passar pelos riscos que qualquer cirurgia representa. Tinha verdadeiro pavor que algo desse errado e que eu ficasse com alguma sequela. Ou, ainda pior, tinha medo de morrer e perder a oportunidade de vivenciar todas as mudanças positivas que estavam acontecendo na minha vida.
Então, algumas semanas antes de fazer a cirurgia e após falar pra uma amiga que estava com muito medo, ela me disse: "Não tenha medo! Confia na Mãezinha, que vai dar tudo certo". Nós tínhamos, anos antes, ido juntas a Aparecida do Norte e lá tínhamos tido uma experiência muito bonita com a Mãe Aparecida. Aquilo me despertou e me fez lembrar do amor que Nossa Senhora tem por nós.
Ela é uma mulher que certamente passou por muitas dificuldades, muitos medos e muitas dores. Ela sabe mais do que ninguém das incertezas, das ansiedades e das aflições que passam pela cabeça e pelo coração de uma mulher em momentos como esse. Até então, eu estava rezando muito ao Divino Espírito Santo para iluminar meus pensamentos e me dar forças para seguir em frente.
Passei a pedir também a Nossa Senhora Aparecida que intercedesse por mim, Ela que conhece tão bem as aflições do mundo e os sentimentos femininos. Então, foi como se eu recebesse um abraço caloroso de uma mãe, a me consolar, me animar e me dar confiança. A partir daí, consegui entregar tudo nas mãos de Deus e diariamente passei a conversar com a Mãezinha, pedindo que ela me preparasse para o momento da cirurgia, me ajudasse a passar por tudo da melhor forma e que intercedesse pela minha recuperação.
Graças a Deus e à Mãe Aparecida, eu consegui passar pela histerectomia com relativa tranquilidade, consegui enfrentar e vencer alguns pequenos problemas no pós-operatório e hoje estou com mais de 3 meses de cirurgia, terminando de me recuperar e agradecendo diariamente à Mãezinha por me acompanhar nesta caminhada.
Sou muito grata a Nossa Senhora Aparecida por ter estado do meu lado neste momento difícil e pelo seu amor de Mãe, que me acompanha, me fortalece, me anima e não me deixa me afastar de seu Filho, Jesus.
Quem tiver passando por alguma dificuldade, peça a intercessão da Mãe Aparecida para entregar seus problemas nas mãos de Deus e conte sempre com a sua presença e seu apoio nas horas mais difíceis.

eva vilma de almeida oliveira / itapetininga

Hoje eu quero dar este testemunho de vida Deus e maravilhoso logo que descobri que minha filha estava grávida fiquei bastante abalada pois não esterava ela era bem nova tinha so 17 anos mas tudo bem eu e o pai dela demos todo o apoio no dia 30/05 minha filha acordou sentido um pouco de dor nas costa mas nada que assustasse ai a levei ao hospital e La passando pela medica ela cogitou a transferência com urgência pois ela poderia ganhar o bebe a qualquer hora e teria que ser em um hospital com nel natal pois ela ia fazer 7 meses de gravidez ainda faltava 1 semana e assim foi ela foi elevada com urgência para Sorocaba onde com 14 horas de trabalho de parto o bebe estava nascendo pelos pés foi uma correria e eu com sintrome do pânico fui praticamente jogada na sala de parto meu Deus e quando pela cesaria nasceu nosso pequeno Arthur (grande guerreiro ) por incrível que pareça ele chorou pela surpresa da medica as pressas ele foi levado a UTI nel natal onde permaneceu por 47 dias minha filha teve vários problemas pois não quardou um dia se quer sua dieta teve dores de cabeça abriu seu ponto nos dormíamos no pronto socorro do mesmo hostipal sem banho a situação era bem critica o bebe se recuperava aos poucos bem lentamente mamava 3ml de leite tinha auteração na respiração e batimentos cardiocos tudo muito difícil sempre rezava e pedia orações por ele e por todos que estavam La e Deus fazia muitos milagres ele sempre ia ficando mas os bebes milagrosamente iam se recuperando indo embora um dia a medica veio ate mim e me falou se eu acreditava em alguma coisa e eu disse que sim ela me falou então reze pois estou indo para casa hj as 7;30 da noite e volto na madrugada para assinar a certidão de óbito do seu neto pois ele esta na segunda reanimação isso teve 2 paradas cardíacas hj com certeza não vai resistir no mesmo instante dobrei meu joelho na frente daquela UTI e comecei a clamar a intervenção de Deus na vida do nosso pequeno guerreiro passei a noite entregando ao senhor aquela vida pedi por varias vezes em todas as igrejas oração e no dia seguinte a medica passou por mim sem dar um sorriso se quer disse para que eu entrasse entrei chorando irmãos nossa Fe e muito pequena ela abriu a incubadora e colocou pela primeira vez ele em meu peito e disse sua reza deu certo pois quando fui embora ontem e conversei com a senhora ele teve outra para cardíaca mas não sei o que ouve ele esta muito bem hj estamos refazendo os exames (Deus veio para confundir os médicos ) desde então a recuperação foi fantástica com 47 dia de UTI ele teve alta hj so tenho a agradecer a todos que rezaram por tão grande milagre que e essa vida sem seqüelas totalmente normal eu louvo e agradeço a Deus pela intervessão em nossas vidas

Eber Rouden do Nascimento oliveira / Manaus

Primeiramente peço perdão por não ter tido a idéia de publicar o que aconteceu comigo.
Eu, me chamo Eber Rouden, tenho 43 anos de idade, sou do interior do Ceará, uma cidade chamada senador Pompeu. Mas, Morei por mais de 15 anos em fortaleza. Sou católico desde meu nascimento e devoto A Nossa Senhora Aparecida. Cheguei em Manaus, em agosto de 1998, sem dinheiro, sem trabalho. Sobrevivi por ajuda de amigos e amigas. Sempre fui um menino tranquilo, estudioso, não bebia bebidas alcoólicas e nem tinha contato com o mundo das drogas. Em Manaus, foi diferente. Em 2002, comecei a sair, a beber todo dia... E conheci umas amizades que apresentaram a cocaína. Foi paixão a primeira vista. Neste mesmo período, conheci meu companheiro chamado ken wheeler, fomos morar juntos... Nos 3 primeiros anos foi tudo tranquilo. Eu usava junto com ele coca e maconha. Eu não sabia mais viver sem as drogas. O que antes era um hobby de sábado, se transformou em rotina. Usava diariamente 5 g todos os dias. Ele não gostava que eu fosse para a igreja, mas eu sempre rezava. E tinha minha imagem de Nossa Senhora Aparecida escondida do olhar de todos. Em 2012, ele foi sequestrado e assassinado... Foi o pior dia da minha vida. Não tinha noção do quanto eu amava ele e o quanto eu me sentir sozinho. A solidão do luto é um sentimento devastador. Eu me perdi totalmente. Em junho de 2013, eu peguei 5 mil reais e fui na boca de fumo. Comprei tudo de pó. E fui para a casa, sozinho....me tranquei e desliguei os telefones...a energia da casa... e comecei a drogar sozinho. lembro que aguentei até o terceiro dia....quando cair no chão pertinho onde a imagem de Nossa Senhora Aparecida estava, eu estava sangrando pelo nariz, ouvido, espumando pela boca... e meus braços travaram para trás do meu corpo....me mijei todo...e me caguei... fiquei imundo... não tinha pra quem pedir socorro. E olhei para a imagem de Nossa Senhora Aparecida. E pedi a ela...Mãe, sei que fui um filho ruim e ingrato. Mas, eu te peço misericórdia e perdão por tudo o que tenha feito de ruim nesta minha vida. Quero pedir que a senhora me mate. Eu não consigo mais viver desta forma. Não suporto mais. Eu cheguei na minha fase final. E só me resta eu e a Senhora. Se a senhora achar que eu não devo morrer, peço que me cure deste vício infeliz, desta solidão absurda, desta tristeza profunda em qual eu me encontro. Se a Senhora, me der o livramento e construir um novo Homem, eu irei testemunhar o que a Senhora fez por mim. Bom... Sei que muitos irão duvidar. Mas, não me importa. Eu acordei, 5 dias depois....Limpo, Cheiroso, A casa toda arrumada...com muita fome....Vi um copo com água...eu tomei.... E um cheiro de jasmim pela casa toda. E não venham me dizer que algum amigo ou amiga esteve comigo. Pois, ninguém tinha o acesso a minha casa... bem como eu não preciso mentir. Simmmm, meu irmãos. Eu fui curado da maior doença do mundo. ganhei novos amigos....uma nova vida... A imagem está comigo até hoje, no lugar de destaque na minha casa. Para quem quiser ver. Moro em Manaus, meu WhatsApp é (92) 982601111. Eu rezo o terço todos os dias junto a Imagem de Nossa Senhora . E se você quiser conhecer ou pessoalmente ou por foto. Terei o imenso prazer em mostrar a imagem. E quem quiser pedir oração pode me mandar também pelo email: eberr_noliveira@hotmail.com, prometo que irei rezar por sua causa. Só peço que divulguem o seu testemunho, assim como eu estou fazendo. Gratidão, Minha mãe Aparecida.

Caroline / Ponta Grossa

Ha 9 anos atrás, vim de Castro com a minha mãe e minha avó para uma missa nessa igreja. Pedi pela cura de um problema que tinha no olho, ja tinha feito até cirurgia mas não resolveu. Mas, nessa missa recebo a cura e meu olho ficou totalmente curado. Tive tendinite no ombro devido ao esporte que pratico, fiz tratamento e medicação e o repouso de quase 2 meses pra voltar ao medico com dor e com piora no caso, tratando e fazendo tudo certo. Nesse doa? Alguns dias atras, sai chorando da consulta, fui na igreja, pedi para Nossa Senhora Aparecida, no outro dia estava quase sem dor. Desde aquele dia, meu ombro vem melhorando cada vez mais. Só tenho a agradecer!

Denise e LaertesPonta Grossa

Em janeiro de 2012, nossa filha Amanda que estava de casamento marcado para o mês de agosto, nos contou que estava grávida. Apesar do susto, recebemos a notícia com grande alegria, pois criança é vida nova e já começamos a babar, pois íamos ser avós. Começamos a correr com os preparativos para adiantar o casamento, e tudo ia transcorrendo bem, até que nosso filho Augusto de 20 anos começou a se queixar de dores nas costas. Uma tarde fria de maio, ele não aguentando de dores, saiu da universidade e foi até a Santa Casa consultar. Quando ele nos avisou que estava lá e estava esperando o resultado dos exames, fomos até lá e foi aí que o “vimos” o “enxergamos”. Como ele estava magro, abatido, frágil... Na correria do nosso dia não paramos para olhar o outro. O resultado dos exames nos mostrou que nosso filho estava com os linfonodos da região lombar alterados, que poderia ser sinal de infecção e que deveríamos investigar melhor. Iniciamos uma peregrinação de médicos e exames. Em casa e em nosso coração vivíamos dois extremos: de um lado a alegria do casamento e gestação de nossa filha e do outro lado o medo, a angústia e expectativa do que nosso filho teria. E não demorou muito para ser confirmado, como se fosse uma faca rasgando nosso peito: Seu filho tem linfoma de Hodgins, câncer que se origina nos linfonodos (gânglios) responsável pelas células de imunidade do corpo. Nosso mundo parece que acaba ali... Depois da perplexidade da notícia, vem a revolta... vem as perguntas... Porque meu Deus... Porque ele... Tão jovem... Por quê??? Aí começou nossa luta para que se iniciasse o tratamento mais rápido possível, pois em nossa cidade, não realizavam o tratamento de câncer de sangue pelo SUS, o nome dele foi colocado numa lista de espera na Saúde. Tentamos em diversos lugares em Curitiba por indicação de diversas pessoas e nosso desespero aumentava cada vez que recebíamos um não. Foi então que ganhamos uma imagem de Nossa Senhora Aparecida e entregamos a ela nosso filho, nossas dores, nossas preocupações e dobramos nossos joelhos para rezar. Que poder tem a oração... Que poder tem nossa Mãezinha. Sentimos um calor acalmar o nosso coração, sentimos o abraço protetor da Mãe Aparecida. Continuávamos a sofrer, angustiados, mas com a certeza de que logo iniciaria o tratamento e receberia a cura. Vejam só... o tratamento do nosso filho iniciou justamente próximo ao dia que estava marcado o casamento de nossa filha. Nossa Mãe estava cuidando de nós o tempo todo, nos dá tantas graças e bênçãos todos os dias que nem percebemos. Foram 8 meses de tratamento, um tratamento doloroso, que fragiliza, judia e debilita quem já está debilitado. Para uma mãe, para um pai ver a dor do seu filho e não poder fazer nada é muito triste, porque queremos tirar deles o sofrimento e tomarmos pra nós. Cada vez que nosso filho, chegava no hospital e dava o seu braço já em pele e osso, quase sem veia para colocar o soro, nos dava vontade de arrancá-lo dali, pegar no colo para que não sofresse mais. Mas Nossa Senhora nos deu força, nos amparou e vencemos essa primeira batalha. Quando terminou o tratamento e recebemos a notícia que ele estava curado, que a partir dali teria apenas que fazer consultas de acompanhamento nossa vida aos pouco foi voltando ao normal. Porém, nós já não éramos mais os mesmos, recebemos tantas graças, casamento da nossa filha, o nascimento do nosso neto e a graça maior da cura de nosso filho e cientes do amor de nossa Mãezinha e de nosso Deus por nós, deixamos de ser aquele casal que só cumpria com o dever de participar das missas aos domingos e nos colocamos a serviço da nossa Igreja. A oração passou a ser fazer mais presente em nossa vida de casal e de família. Nós não ensinamos nossos filhos a rezar o terço e pedir benção. Hoje nossos netos nos pedem benção e veem os avós rezarem o terço. Ao final de cada celebração que participamos nos colocamos na presença de Nossa Senhora Aparecida e agradecemos pela graça recebida, pelas nossas vidas, pela vida da nossa família. Mas temos que testemunhar ainda mais a nossa fé. No dia 20 de dezembro do ano passado, após consulta de rotina de nosso filho, nos exames, apareceram novas alterações. Após outro exame mais preciso, no dia 06 de janeiro recebemos a confirmação: uma recidiva do linfoma, e desta vez o tratamento seria outro, e precisaria de um transplante de medula óssea. Nosso chão sumiu de nossos pés novamente, a notícia foi como uma punhalada em nosso coração... De novo? Todo sofrimento? Transplante, esperar doador compatível? Meu Deus... Porque de novo? Porque deixar nosso filho passar por tanto sofrimento... Estamos fazendo tudo certinho, trabalhando pela igreja, rezando mais... Porque? Mas assim como vieram os questionamentos, veio mais forte ainda a certeza da cura, a força para o enfrentamento do tratamento, a certeza de que não estávamos sozinhos nesta nova batalha falou mais alto em nosso coração. Nossa Senhora já estava com ele nos braços novamente, achamos que nem precisou pedir... Porque temos essa certeza... Porque a doença foi diagnosticada 3 meses antes de apresentar os sintomas. Porque era auto transplante de medula óssea, não necessitando entrar em fila para achar doador compatível. Porque estava previsto um tratamento de quimioterapia de 8 meses para depois fazer o transplante, e com 4 meses, após responder muito bem ao tratamento pode realizar o transplante. Porque o transplante foi bem sucedido, a “pega” da medula foi ótima. Porque amanhã, 13 de outubro, um dia após o dia dela, nossa mãe, Nossa Senhora Aparecida, receberemos o resultado do exame final, de nosso filho, e esse resultado será que está curado e desta vez em definitivo. Nossa Mãe Aparecida em nenhum momento nos desamparou. Vamos sempre louvar e agradecer a Deus e Nossa Senhora Aparecida a imensa graça que recebemos, não só pela cura da doença de nosso filho, mas pela nossa transformação, pela mudança na vida de nossa família que hoje é muito mais unida, pois a oração, Deus e Nossa Senhora Aparecida estão mais presentes.
Denise e Laertes
Devotos de Nossa Senhora Aparecida

Antonio Ribas / Ponta Grossa/PR

No ano de 1993 eu e minha família morávamos em Uraí, norte do Paraná e por motivos de trabalho fui transferido para Ponta Grossa. Enquanto aguardava a mudança dos móveis para um apartamento alugado fomos buscar pequenos móveis e colchões para poder me instalar no apartamento.
Era um dia frio e chovia muito e quando passamos pela cidade de Siqueira Campos nosso carro aquaplanou (ação que faz com a água da chuva passe por baixo dos pneus tirando toda a estabilidade do carro) e perdi o controle do veículo que começou na pista até capotar por várias vezes indo parar fora da pista todo destruído.
Fomos ajudados por várias pessoas que estavam próximas ou que passavam pelo local e todos falavam em “milagre” por ver os ocupantes vivos pela gravidade do acidente.
O carro parou inclinado de lado e eu no volante do carro via minha esposa e minha filha de três anos de cima para baixo e aflito por ver muito sangue em suas cabeças, mas na verdade o sangue era meu, pois na batida parte do teto do carro afundou e fiquei ferido sem gravidade.
Mas tarde após o grande susto, minha esposa me disse que na hora do acidente eu apenas gritei – “Nossa Senhora Aparecida”. Não tenho dúvidas que foi ela quem nos salvou.

Suelen / Ponta Grossa

Em setembro de 2010, estava indo para a chácara do meu namorado (hoje esposo) num sábado a noite, quando entrei na estrada de "chão" andei em torno de 10 km e devido a neblina e muito cascalho na pista perdi o controle da direção em uma curva fechada capotando o carro que era do meu até então namorado.
Estava muito escuro e naquela região não tem casas por perto, nem iluminação elétrica.
Então quando percebi que o carro parou e que eu estava acordada, busquei uma luz interna do carro e a primeira coisa que vi ao acender a luz foi a imagem de N. Senhora Aparecida a qual meu esposo sempre foi muito devoto.
Na hora tive a certeza de que estava viva pela intercessão Dela junto à Deus.
Nunca fui devota de nenhum Santo, mas admirava a fé que meu esposo tinha. Muitas vezes cheguei a questionar milagres, até eu ser o próprio milagre. Foram 40 minutos de muita oração e conversão até que apareceu uma menina com seu irmão e que me ajudaram ligando para minha família. Em seguida fui resgatada e não soltei a imagem em momento algum, até que já na ambulância quando me pediram para soltar o que tinha na mão eis que só caiu terra. Nunca mais encontramos a imagem, somente o pingente que a segurava no retrovisor. Em meio a isso recebi um pedido de noivado/casamento e em novembro do mesmo ano fomos para Aparecida SP e selamos nossos votos. No nosso casamento em dezembro de 2012 quem conduziu nossas alianças até o altar foi uma imagem de Nossa Senhora Aparecida que foi, é e sempre será nossa intercessora nos momentos de aflição.
Amém!

PATROCINADORES / APOIO Rodoponta Primotos multimarcas Nunes usinagem industrial

EXPEDIENTE:

Coordenação Geral - Reitor do Santuário - Pe Sandro Maciel Cândido Ferreira
Planejamento e criação - Antonio Ribas
Administração de Conteúdo - Equipe da Pastoral do Santuário
Secretária - Margarete Cândido Ferreira

Contatos:

(42) 3227-1013

atendimento@santuariopg.com.br